Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Rir e Comer Bolachas

Da viagem do ano (#dia2)

No segundo dia, e último que passámos em Cinque Terre antes de voltar a Florença, saímos cedinho para visitar as três vilas que faltavam. Deixámos as malas na estação e fomos diretamente a Corniglia: a única das vilas que não fica ao nível do mar, mas sim, a uns 65269587 kms metros e de onde se tem uma vista de perder a respiração. Mais que não seja de tanto subir. Mentira. É mesmo por ser maravilhosa.

Então e fotos? Ah, eu levei a máquina, levei. Andei a carregar com ela todo o santo dia maaaas deixei a bateria na mala. Na estação. De maneira que vou esperar que a Catrapuz publique aqui as fotos (lindas) que tirou.

Da viagem do ano (#dia1)

Este ano tínhamos decidido ir a Florença mas, já depois de vôo comprado, começámos a falar em ir a Cinqueterre também. Embora fosse longe do aeroporto, ficava a cerca de 3 horas de comboio e pareceu-nos uma boa opção. E foi. Inicialmente, considerámos alugar um carro mas em boa hora não o fizemos: os italianos são completamente doidos a conduzir, e vivem com a mão na buzina.

À saída do aeroporto procurámos o autocarro para Prato, onde apanhámos o comboio para La Spezia. Chagámos por volta das 16h, tempo suficiente para comprar o bilhete para o comboio que faz as Cinqueterre e ir ver duas das cinco vilas. 

Monterosso al Mare

P1130343.jpg

 

P1130356.jpg

 

P1130377.jpg

P1130386.jpg

Com o sol a ficar por trás da montanha, fugimos desta vila e fomos para Vernazza aproveitar o pôr do sol. Foi o pôr do sol mais espetacular de que tenho memória.

Vernazza

P1130387.jpg

P1130399.jpg

P1130410.jpg

P1130432.jpg

 

 1456485 fotos depois, voltámos para La Spezia, onde jantámos e dormimos. A decisão de dormirmos ao lado do restaurante foi a melhor decisão de sempre (sobrinha mais velha sempre a marcar pontos) e antes das 22h já estávamos na cama, tal era o cansaço.