Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Rir e Comer Bolachas

A propósito...

... de um post da Cocó, o que se passa com o mulherio? Eu sei que nunca fomos muito dadas à solidariedade entre mulheres mas, ultimamente, vejo cada coisa! Será que só somos solidárias na miséria, na desgraça? Basta dizer que batemos com o carro ou que engordámos 5 kgs aparecem logo palmadinhas nas costas e palavras de incentivo, quando alguém diz que é feliz e a vida corre-lhe bem, zás! Não prestas para nada, são só caganças, faço ideia como é em casa, isto é só o que mostram, blá, blá, blá. Mas, atenção, só vejo isto entre mulheres. As mesmas mulheres que são capazes de parabenizar um homem, e talvez sentirem-se felizes por conquistas alheias, não conseguem fazê-lo com as suas semelhantes.

Mesmo que não se dê importância, que se relativize, estas pessoas sugam energia. Há dias, principalmente se não correm de feição, em que estas pessoas (leia-se mulheres) acabam por nos deixar com a neura e sem vontadinha de coisa alguma. 

 

Às minhas amigas que têm peito pequeno:

aproveitem-no bem.

(Não, não fica melhor na roupa)

-Quando visto uma camisa sinto-me o Hulk

- A gravidade é tramada. Além da dor que provoca nas costas, tenho a sensação de que, algum dia, vão chegar aos joelhos

- Os homens com quem falo apenas uma vez não sabem de que cor são os meus olhos, se tenho ou não acneu juvenil, ou se tenho verrugas na ponta do nariz.

- Quando como bolachas as migalhas ficam "na prateleira"

- Há anos que não vejo a minha barriga

- Tenho que ser informada se tenho nódoas nas t-shirts do meio para baixo (também não consigo ver)

- Na praia, antes de me deitar na toalha, faço dois buracos na zona do peito para não magoar

- Durmo com um braço por baixo do peito, para ajudar a dividir o peso do corpo

- Quando corro visto dois, D-O-I-S, soutiens de desporto

- Só consigo comprar bikinis se venderem tamanhos separados, senão fico com uma cueca do tamanho da Amazónia

- Não adianta pedir para me trazerem bikinis do Brasil. O GGG não é suficiente para me sentir confortável

c548bde4eea4b18ce42393bb7820ed4d.jpg

 Acho que dá para ter uma ideia, não?

Boys will be boys

Estou farta de rir. Os meus colegas-homens estavam todos risinhos e cumplicidades, era só alegria no seu local de trabalho e a minha colega-mulher perguntou o que se passava, "um canhão" responderam eles! E por canhão, entenda-se uma gaja, claro, toda gira, de mini-saia, loura como se quer, cheia de estilo e perfumada, de sorriso até à nuca e simpática nas horas... às 9h da manhã. (Acho que tenho uma heroína nova)

 

Está frio que se farta, os homens andam deprimidos e tristes com a vida, batem com as vistas num belo par de pernas, é a euforia, a loucura total! Nós, mulheres, rimos que nem perdidas a vê-los desfazerem-se em simpatias (e a pensar que estão a ser muito discretos e naturais), ele é cafezinho, ele é aconselharem a ir para a salinha que está mais quentinho, ele é explicar o funcionamento da máquina que ela veio reparar, eu sei lá! Só falta levarem-na ao colo, e não lhe pedem por vergonha! Até o patrão lá está!