Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Rir e Comer Bolachas

Trocatintas, a salutar

Meti na cabeça que vou ser uma pessoa saudável e adotei uma postura diferente, não fiz muito alarido porque isto é como a história de Pedro e o Lobo, tantas vezes disse que já ninguém acredita.

A alimentação já andava mais regrada, consegui diminuir a quantidade e aumentar qualidade, bebo, pelo menos, 1,5l água por dia, mas o problema eram mesmos os doces (leia-se chocolate) e parece que resolvi o problema por um tempos. Comecei também a fazer exercício em casa: tenho um banquinho repousa-pés que agora faz de step e vejo um programa qualquer a subir e descer aquilo, e salto à corda. Não aguento muito tempo, começo a transpirar como se não houvesse amanhã mas acredito que vá melhorando...

 

Hoje vou iniciar uma nova modalidade: da porta do prédio até à arrecadação e voltar, e ir e voltar até aguentar. Ou até os vizinhos chamarem a polícia porque anda uma louca no prédio a subir e descer escadas. Sim, são só dois andares, e então? Para quem não levantava o rabinho do sofá tudo é exercício.

 

 

Nota: Quando deixei de fumar a minha melhor amiga disse-me que ia ficar com uma pela ótima, e blá, blá, blá... Nada, a não ser olheiras! Tão certas como o sol. Desde que me mexo, ando com as costas numa miséria... Cada vez que me levanto grito um Ai!

Milagres acontecem - strike 2

No domingo calcei novamente os ténis e lá fui eu. Os 30 primeiros passos correram muito bem, levei mp4 e tudo, ai que bom que isto é, faz bem à cabeça e tudo, mas daí em diante foi o cabo dos trabalhos. Podia jurar que tinha alguém agarrado às minhas pernas, a fazer força para baixo, porque aquilo não subia. Eu fazia um esforço mas as pernas não obedeciam. Ok, vamos andar então. Metros mais à frente, mãozinha na ilharga, respiração ofegante, dor no peito. Estás linda, tu... Sua lontra ex-fumadora de longa duração! Dali a praticamente não respirar foi um tirinho. Com direito a falta de luz e tudo... Eram 7 da noite e eu às escuras, com falta de ar. Fui para casa, claro. Mas ainda deu para transpirar.

Ser saudável custa um bocadinho. Mas aos poucos, vai!