Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Rir e Comer Bolachas

Rosas na sopa alheia

Um dos temas que temos abordado em terapia é a humildade, que nada tem a ver com o facto de nos diminuirmos, ou fingirmos que não temos as qualidades ou mérito que temos. Humildade é sabermos vermo-nos como pessoas inteiras, com qualidades e defeitos e olharmos para o outro exatamente da mesma forma, um ser completo, com experiência de vida tão válida como a minha, de onde resulta tudo aquilo que se tornou, ou quem é.

Confesso que tenho muita dificuldade nesta matéria. Tenho dias em que me sinto pequenina, diminuída, uma sombra de gente ao pé de outros tão maiores do que eu, são os dias em que me foco em tudo o que correu mal, em tudo o que poderia ter feito e não fiz ou o que fiz e não devia ter feito. São os dias dos "e se...". Depois existem os outros dias, aqueles em que me sinto uma pessoa tão especial, tão incrível, que me apetece corrigir alguém se não me dá o devido valor e perguntar se acha que andam por aí a cair Rosas nas suas sopas (trocadilho com o meu nome).

Li algures uma frase que dizia mais ou menos isto: se alguém te apresentasse a ti, irias gostar de te conhecer? Eu iria. Sem querer ser superior ou inferior, continuo a achar-me especial. Talvez não seja isto a humildade e vou fazer terapia até aos 90 anos. :)