Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Rir e Comer Bolachas

O agregado familiar aumentou

c2186b4b-21c1-465a-81d2-9858274bc2fb.jpg

Este bicharoco mai lindo (e medroso e maluco) veio parar cá a casa e, mais uma vez, aquilo que sempre disse não se escreveu: "Cão num apartamento nem pensar!"; "Hei-de ter um Labrador preto e chamar-lhe Cascão!"; "Não gosto de cães de raças pequenas!"

E é isto. Este é o Jack e esta foi a primeira noite em casa. Dormimos 4 horas. Esteve lindamente enquanto estivemos por perto, até dormia na mantinha, mas assim que pressentia alguém mexer-se acordava e ficava em sentido. Quando o deitei e apaguei a luz, embora tivesse deixado os estores levantados, começou o chinfrim. Chorou, ganiu, ladrou (tentou, vá). Ignorei. Deitei-me e custou-me horrores mas mantive-me firme e não fui lá. Durante 20 minutos não se calou e ia intercalando a intensidade do choro, até que adormeceu. Só que eu não. Passava bastante da uma da manhã quando consegui adormecer. Às 5h17 começou tudo de novo. O bicharoco já tinha descansado e estava fresco que nem uma alface. Não aguentei muito tempo sem lá ir, por pena também dos meus vizinhos. Não lhe dei confiança até se acalmar e deixei-me ficar lá, a fazer companhia e a ver se alguém conseguia dormir durante uns 10 minutos. Voltei para cama. Choro e mais choro. Não cedi. Mais choro. O meu filho cedeu. Fui ralhar com o meu filho. E nunca mais ninguém dormiu. 

Espero que hoje corra melhor, e que não me destrua a casa durante a manhã. 

 

2 comentários

Comentar post