Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Rir e Comer Bolachas

Das raízes

Ontem pedi à minha mãe para me emprestar as fotos mais antigas que ela tem para digitalizar antes que se percam. Não cheguei a conhecer algumas pessoas, ou não tenho memórias disso, outras vou esquecendo as feições ou os nomes, e peço-lhe sempre para me dizer quem eram, como eram, histórias que ela se lembra. Faço perguntas como as crianças, em catadupa, sempre à espera que ela se farte e me pergunte por que raio ando a escarafunchar nas memórias dela, mas ela não se aborrece e vai contando - este é fulano, lembro-me como se fosse ontem; esta sempre foi assim, de saia até aos pés, muito direitinha - e eu vou-me perdendo entre pessoas e parentescos. É curioso pensar que eu sou o resultado da junção de tantas pessoas.