Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Rir e Comer Bolachas

Das mudanças

De cada vez que me dedico a uma nova resolução tenho que me refrear para não tomar várias de uma virada só. Não sei mudar uma coisa de cada vez, e depois acontece que são demasiadas e acabo por não conseguir nenhuma. Mas de vez em quando, lá consigo mudar um hábito, ou fazer coisas de forma diferente e acabo por concluir que umas mudanças levam a outras de forma quase natural. Um exemplo: decido frequentar um ginásio - quero ganhar saúde e perder peso. Essa resolução pode vir ou não acompanhada de "fazer dieta" mas, invariavelmente, eu não consigo dissociar uma da outra. De cada vez que faço uma aula e sinto nos músculos, na respiração e na consciência, o que me custa, na refeição seguinte já sou mais comedida. E, embora continue a sentir uma fome de loba, prefiro encher-me de salada do que bolachas de chocolate. Começo a sentir o sacrifício e penso que mais vale levar isto a cabo de uma vez e lá vou novamente ao ginásio, e começa o ciclo de novo. A mesma coisa vale para outras áreas da minha vida, a partir do momento em que me foco numa mudança, as outras acabam por acontecer, porque uma coisa leva a outra.

Estou longe, muiiiiiiiiiiito longe, de ser uma pessoa disciplinada e de força de vontade à prova de tudo, mas devagarinho houve coisas que mudaram e ficaram. Claro que me vão ver a comer uma alheira de vez em quando mas como com a consciência muito mais pesada...

Comentar:

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.