Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Rir e Comer Bolachas

Nervoso miudinho

Na semana passada já o meu filho tinha-me dito que namorava. Esclareceu que ela é que lhe tinha feito a pergunta depois de lhe confessar que tinha "um fraquinho" por ele; tudo isto por sms que é muito mais fácil quando não têm que olhar para as reações um do outro.

Passou a semana e ele eufórico, já é bem disposto e falador por natureza mas tem estado imparável. Durante o fim de semana começou a ficar nervoso, o primeiro encontro frente a frente pós-sms ia dar-se ontem, ela regressaria de férias ao ATL. Ontem, na ida para lá, já ele ia a fazer conjeturas, o que dizer, de como iria ficar, etc.

Quando o fui buscar revelou-me que ela não tinha ido, que não respondia às sms... Estava preocupado com ela, mas estava mais preocupado com ele. Então e agora? Talvez esteja de férias. Disse-me que não, já tinha pensado nisso e o pai não está cá, está fora do país em trabalho e a mãe não conduz, que não que era impossível estar doente, e que ia ligar a uma amiga dela a perguntar por ela. Claro que não ligou - e se ela lhe dissesse que a amiga não quer namorar com ele? Pior, nem sequer quer encontrá-lo?

Mais tarde, a avó perguntou-lhe se queria ficar lá em casa, disse que não, tinha "compromissos". Já em casa queixou-se com dores de barriga e eu disse-lhe para não ligar que era nervoso miudinho. Ele respondeu que não, não era miudinho, era enorme!

Hoje lá foi. E eu cá estou, doida para saber se a Ritinha dele também foi e se ainda mantém o que disse. O primeiro amor é uma coisa séria e eu não sei se sei lidar com isso. :)

Comentar:

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.