Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Rir e Comer Bolachas

Destralhar a casa - 1º (longo) Episódio

A bem da minha e vossa sanidade mental, recuso-me a mostrar tudo mas, para vergonha da minha cara, mostro umas coisas, só para verem o nível a que chego, aliás, chegava, por causa da preguiça:

 

Apresento-vos um 2 em 1: uma cadeira linda, que adoro e foi-me oferecida pela minha mãe, que não cabe em lado nenhum (veio da minha antiga casa que era 2 vezes maior) e o resultado de um destralhamento que nunca foi (percebeste, CristinaS?). Resumindo uma longa história: não sei onde arrumar aqueles monos. As pastas são o resultado de 7 anos sem organizar um papel, a não ser IRS porque é de lei... A bolsa estava na casa de banho com coisas que nem me lembrava e depois de destralhada... foi para a gaveta ao lado! Sim, eu sei, o meu caso é grave. Mas sou uma mulher de fé.

 

Peço desculpa pela foto, tirei com telemóvel e a claridade exagerada deve-se ao facto de ter cortinados para pendurar há dois anos... Não comecem já a abanar a cabeça com ar reprovador porque há mais. Siga.

 

Isto é a minha mesa de cabeceira. Muito se pode dizer acerca do conteúdo mas digo apenas que, depois do banho, sabe-me bem sentar na beira da cama e besuntar-me de creme, pintar as unhas, secar o cabelo, etc. Pareceu-me bem ter tudo aqui espalhado e o secador ligado à corrente e tudo...

 

Como o objetivo era destralhar visualmente o espaço, consegui cumprir embora tenha um longo caminho a percorrer. Mas enquanto caminho, respiro de alívio e descanso as vistas.

- As pastas continuam sem "casa" certa mas, por agora, estão dentro do armário - não incomodam e não é prioritário.

- O conteúdo da gaveta foi quase todo para dar, se tiver coragem para tal. Pergunto:É (f)útil dar a uma instituição social cremes, sabonetes e coisas que ainda podem ser utilizadas dado o estado de uso? Não são bens de primeira necessidade mas deitar no lixo não me parece uma boa opção. Já alguém pensou nisto ou sou eu que sou estranha?

- Os livros voltaram para a estante; as revistas foram para a reciclagem; o secador para o lugar dele; o boneco que também lá estava foi para o lixo (estava partido);

 

Ainda estão aí? Cá vai o depois:

e

 

Como estou "em obras" no quarto, não destralhei o outro lado - lá chegarei...

 

         

Comentar:

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.