Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Rir e Comer Bolachas

Ontem

Há meses que não lia um livro, apesar de ter vários que quero muito ler, à noite é mais fácil vegetar em frente à televisão ou computador do que puxar um bocadinho pela cabeça, sim, porque eu gosto de pensar sobre aquilo que leio. E, dado o estado de cansaço e desconcentração, leio a mesma frases vezes seguidas...

 

Ontem "tropecei" num livro que Bolacha Maria emprestou e apeteceu-me. Estava sozinha, sossegada, com a luz perfeita e, enquanto secava o verniz das unhas dos pés, pensei que não era tarde, nem era cedo, era já! Foi até às duas da manhã... que foi quando me lembrei de ver que horas seriam. E fui deitar-me com muita pena de não saber o que iria acontecer, hoje se conseguir fazer tudo o que me comprometi a fazer, lá estarei para ver. A história desenvolve-se à volta de dois jovens recém-licenciados, na idade parva, à procura de mudar o mundo e com as hormonas aos pulos, e vai avançando até à fase realmente adulta, já com alguns percalços e acidentes de percurso. Tive medo que fosse lamechas, não tenho muita pachorra para histórias do género, mas podia ser a história de qualquer pessoa da minha idade. Mais coisa, menos coisa. A verdade é que a vida poucio tem daquilo que pensámos com 18 anos... O que não é necessariamente mau, é apenas diferente. E muito mais imprevisível.

Comentar:

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.