Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Rir e Comer Bolachas

As mães

Lembro-me de olhar para a minha mãe e achar que ela tinha poderes extraordinários muito antes de valorizar a capacidade de trabalho ou sacrifício, achava que ela tinha qualquer coisa extra porque adivinhava as asneiras que eu fazia, ou porque antecipava o que eu pensava. Claro que não tinha poderes nenhuns, tinha mais anos e experiência o que lhe dava um enorme avanço em relação à minha esperteza, que nunca foi grande, diga-se... Hoje vejo o mesmo passar-se com o meu filho e acho piada. Se por um lado aborrece-se porque eu percebo o que ele tinha disfarçado tão bem, por outro acha que eu sou a maravilha das maravilhas.

O que não esperava era constatar, aos 33 anos, que esse fenómeno ainda acontece comigo e com a minha mãe.:)

Comentar:

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.