Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Rir e Comer Bolachas

Manuais escolares

Ainda o novo ano letivo não começou e já ando com a escola pelos cabelos, ou melhor, com as pessoas que lá trabalham. Ou com as pessoas em geral, vá.

Admite-se que, numa altura em que se fala tanto de dificuldades, de crianças na escola com fome, em endividamento familiar, em desemprego, não exista um banco de livros na minha zona? Pior. Que esta questão não tenha sido colocada por ninguém? Pelas conversas que tive, ainda ninguém tinha ligado a procurar ou a doar livros. Este ano ou anteriores. São todos ricos e com folga suficiente para pagar 203 euros (os que eu necessito custam esta quantia) em livros, que possivelmente não servem para mais nada após junho do próximo ano?

Liguei para a escola. A senhora que me atendeu não sabia de nada, a colega que podia saber estava na hora de almoço. Liguei para a Câmara Municipal (sei de câmaras que informaram os munícipes destas iniciativas) também não tinham conhecimento da existência de livros usados que tivessem sido doados. Liguei para a biblioteca e tive sorte. Houve uma senhora que doou alguns e eles iam encaminhar para a escola, assim, encaminharam para mim. Poupei 74 euros.

74 euros compra mochila nova, material escolar e mais uns extras, quem sabe uma actividade qualquer. Serei eu a única pobre por estas bandas?

A minha irmã disse tudo quando me respondeu "vivemos num país de ricos e para ricos".

 

Comentar:

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.