Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Rir e Comer Bolachas

Coisas parvas que me apetece escrever, sem ligação entre si, e que nunco escrevo por falta de enquadramento#2

Tenho muitas coisas para dizer mas nada que me apeteça escrever: ando com mil pensamentos por minuto e os dedos demasiado lentos para acompanhar a velocidade das parvoíces que penso.

 

O desafio continua, embora não tenha escrito nada. Assim que tiver disponibilidade mental venho aqui fazer o balanço.

 

O meu filho tem uma agenda social preenchidíssima e estou indecisa. Não sei se o deixe aproveitar tudo aquilo que não lhe posso proporcionar ou o obrigue a ficar ao pé de mim um bocadinho. Por um lado, tenho medo que não aproveite e sujeito-me a um fim de semana com feitio de pré-adolescente contrariado (dar-lhe dois berros para ver se atina é fácil mas é a mim que estraga as good vibes de fim de semana ), por outro quero lá saber se gostava muito, quero mais é que passe tempo comigo. Acho que vou deixá-lo ir. Tem a vida toda para estar comigo, não penso ir a lado nenhum. Por outro lado, tem, a vida toda para fazer tudo aquilo que tem vontade, ainda tem 11 anos apenas.

 

Só tenho pena de não ser ninguém conhecido quando apetece-me mandar uns recados via blog e sei que os visados não vão ler. Mas estes visados são tão cagões que de certeza não desperdiçam tempo a ler blogs - são cultos, têm berço. De uma cultura esquisita, sem educação, sem respeito pelas pessoas, que lhes permite olhar as pessoas de cima e, se possível, esticarem o pézinho para as pessoas pequenas (nas suas opiniões valiosíssimas) tropeçarem e eles, criaturas fabulosas, poderem rir e revirar os olhos.

 

 

Gostava de saber que preparo o meu filho para este tipo de gente. E digo-lhe o quê? São uns cagões, vão fazer-te a vida num inferno mas tens que aguentar porque há sempre um em todo o lado? E geralmente saem-se bem na vida.

 

A vida não é justa. Não temos o que merecemos. Temos o que temos. Ponto. É lidar com isso e cara alegre.

 

 

1 comentário

Comentar post