Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Rir e Comer Bolachas

Só a mim acontece destas coisas?

No domingo à noite, por volta da hora de jantar, o Dinis recebe uma mensagem de voz, sem identificação, com ameaças veladas. Vim a saber depois que andava há dias a receber chamadas anónimas e desligavam quando ele atendia, tal como mensagens no facebook, de alguém com perfis falsos e cujo teor era igualmente ameaçador.

Eu, como mãe e pessoa dada á imaginação fértil, entrei em pânico. A pessoa que deixou a mensagem tinha voz madura, sexo masculino, talvez mais de 50 anos, com sotaque do norte, e dizia para "não se meter com as miúdas senão tinha problemas, pá".  No facebook, faziam passar-se por um tio de alguém que andaria a ser assediado pelo meu filho. 

Depois de perguntar 36998543524 vezes se havia mais alguma que eu devesse saber, qualquer coisa que ele estivesse com medo de me contar, alguma confusão em que se tivesse metido, entrei em pânico. Aquilo não era uma coisa simples, de miúdos com hormonas aos pulos, aquilo metia adultos, provavelmente descompensados, e o miúdo estava mesmo assustado. 

Mal tinha eu assimilado toda esta informação, o "número desconhecido" volta a ligar. Eu, como pessoa paciente e mãe muito calma, atendo, quase a gritar, a perguntar quem fala e o que quer do meu filho. O homem responde vagamente, diz ser amigo e nunca diz o nome, que tem assuntos para tratar com o Dinis (sim, tratou-o pelo nome e fez cair por terra a possibilidade de ser engano) e eu mando-o meter-se com alguém da idade dele. Ameaço com a GNR e digo que, apesar de eu não conseguir identificar o remetente da chamada, as autoridades conseguem e caso se repetisse, ia avançar com uma queixa.

Mais ou menos uma hora depois, o número desconhecido liga de novo. Deixo- o atender, na expectativa de ouvir o que o homem quer dizer, de tentar perceber qual a razão das ameaças. O homem começa a dizer para ele deixar "a miúda", que é menor, e que, caso não o faça, arranja problemas. O miúdo defende-se, diz que não anda com nenhuma miúda, que não sabe do que ele está a falar, que deve ser engano e o homem desliga.

Pânico. Combinei logo com a minha irmã para ir buscá-lo à escola, quem levava e quem trazia, e a que horas porque não o queria a andar a pé, sozinho, como habitualmente. Até isto estar esclarecido, com queixa na GNR e tudo, andávamos a olhar por cima do ombro. Ontem de manhã, mais uma mensagem de voz e várias chamadas não atendidas de número identificado mas desconhecido para nós.A mensagem de voz era uma coisa estranhíssima, sem nexo e que falava em nomes igualmente desconhecidos, para ter cuidado e tal, e obrigado. WTF?? 

Resolvi ligar e perguntar, com ar cândido, quem era aquela pessoa e o que queria com o meu filho, com 12 anos, aterrorizado com tudo isto, de forma a que ele dissesse, finalmente, o que queria. Lá se explicou. Pois que, dias antes, um grupo de pessoas foi contactado, via facebook possivelmente, e aliciado com uma quantia para fazerem umas chamadas ameaçadoras a uma pessoa que tinha violado e espancado uma menor de 14 anos. Esta pessoa fazia passar-se por alguém da PJ e oferecia um valor pago em dinheiro, pessoalmente, na morada destas pessoas. Deu o nome e número de telemóvel do meu filho e armou-se este circo. Atrás de 1500 euros, e a fazer justiça popular, montou-se todo um esquema que só se desfez porque, depois de eu ter dito para se meter com alguém da idade dele, levantou-se a suspeita de que alguma coisa não estaria correta... Quem fez a chamada foi à procura do tal polícia e, surpresa, já não havia ninguém com aquele perfil ou aquele nome. Averiguou mais um pouco e percebeu que estava a ser endrominado. Quando eu liguei já ele tinha percebido isto mas diz que a informação começou cedo a ser espalhada. Resta dizer que o senhor é do Porto, os amigos do grupo também, e eu não tenho qualquer ligação com pessoas do norte do país.

Ainda não sei quem esteve por trás disto, com que intenção e duvido que vá descobrir. Espero que tenha sido uma brincadeira de mau gosto. A conta do facebook foi cancelada, o número dele vai ser alterado e foi um susto do caraças! Para ele também, felizmente, e serviu para lhe mostrar que resisto a modernices por causa destas coisas... A internet é uma coisa fantástica, se usada com cuidado, palavra desconhecida por adolescentes cheios de razão e, acham eles, astúcia.

O meu coração ficou do tamanho de uma ervilha e só agora consegui falar sobre o assunto.

11 comentários

Comentar post