Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Rir e Comer Bolachas

Perguntas certas

Perguntaram-me há um tempo "Gostas da tua vida?" respondi que, se pudesse mudaria muitas coisas mas não posso e aprendi a gostar do que tenho. Ou pelo menos, a não ser infeliz com o que tenho. Talvez seja mais isso. Continuaram a perguntar "Gostas da pessoa que és?" e aqui a resposta doeu um bocadinho. Respondi que esta pessoa não era eu, que gostava de quem era antes, blá, blá, blá, whiskas saquetas. Devidamente distanciada da pergunta e da resposta, hoje sei que a resposta está errada mas a pergunta é a mais certa de sempre. Gosto da pessoa que sou? Não. Gosto dos meus valores, gosto daquilo que construí com esforço, gosto de certas características minhas mas não gosto do todo, do global, do conjunto. Dou muita importância ao que tenho de pior.

Finalmente, fizeram-me a pergunta seguinte - e o que podes fazer para mudar? Oh bolas! Se me perguntassem o que poderia acontecer para eu me sentir melhor eu sabia, agora o que eu posso fazer? Apeteceu-me responder "nada" mas era mentira, então respondi que podia fazer muito mas "não consigo". Esta é a minha resposta chapa 5. Não consigo resolve tudo, justifica tudo e funciona como uma absolvição, não tenho culpa porque não sou capaz. Bah. Só posso responder isto se tentar, e não é o caso.

 

Tenho perguntado muitas vezes a mim mesma - o que podes fazer para mudar o que não gostas em ti? E porque não fazes?

 

4 comentários

Comentar post