Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Rir e Comer Bolachas

(In)Decisões

Acho que estou avariada. Tenho medo que seja permanente.

Desde que me lembro de mim como pessoa que me lembro de ser decidida. Sabia o que queria e agia em conformidade, de imediato, sem mais pensamentos, sem mais decisões ou mistérios. Era para fazer, fazia-se. Dada a minha impulsividade, fazia porcaria a maioria das vezes mas, pelo menos, errava convicta. Agora o que se passa é muito mais frustrante, não me reconheço nas indecisões. Penso, decido, penso outra vez e decido ao contrário, depois penso e não me faz sentido, volto à ideia inicial e assim vou andando até a decisão ou não decisão produzir efeitos. É assim com tudo, desde a roupa que visto às decisões que tomo na educação do meu filho. Aquilo que gostava mesmo, mesmo, era de dar um saltinho ao futuro e descobrir o que acontece na sequência de qualquer um dos meus passos. Isso é que era.

Não me importo de errar. Já não. Percebi que é assim que aprendo e não exijo de mim a perfeição, que não existe. Fico frustrada é com esta insegurança que cresce de dia para dia e não a consigo fazer parar. Apenas no trabalho isto não acontece. Decido e está decidido, sem hesitações. Parece-me que, a este ritmo, seja sol de pouca dura.

2 comentários

Comentar post