Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Rir e Comer Bolachas

Claro que parece Natal!

Mesmo sem as ruas iluminadas, com menos prendas ou sem elas, mesmo sem melhores perspectivas para o próximo ano, é Natal. Não custa sorrir e sermos felizes com o que temos!

 

Recado para os stressados, com casas cheias, bacalhau para demolhar e sonhos para embrulhar em canela e açucar: aproveitem as pessoas! A companhia, a conversa, a partilha é muito mais que a comida - ninguém se lembra do que comeu em 2010 mas certas recordações durarão uma vida. Por isso, tenham lá calma, sim? Que daqui a pouco é dia 25 à tardinha, já passou a euforia, e a oportunidade de viver esta quadra já passou.

Desafio BM dia 22 #

Mais um dia de Desafio conseguido.

 

E como é 6ª feira, cá vai o veredicto da balança:

 

66.9Kg (sim, mais 100gr.)

 

E a modos que é isto.

 

Vou pôr uma musiquinha de Natal e já venho {#emotions_dlg.xmastree}

Véspera de véspera de Natal

E eu com uma enxaqueca do tamanho de um comboiozinho!

A minha sobrinha mais nova já aqui passou para fazer uma caridade (depois de me dizer "estás pálida e com olheiras") e já tentou fazer uma espécie de extreme make over com a minha cara. Ela diz que estou linda, eu tenho medo de parecer um travesti. Não é que ela não tenha jeito, que tem, mas o lápis azul que me aplicou está a tornar-se verde, em contraste com os meus olhos de panda, as borbulhas que se me instalaram na tromba estão tapadas com betume corrector de olheiras mas estão salientes, de modo que só mudaram de cor - estão perfeitamente visíveis.

Agora que reparo melhor... está, definitivamente, melhor que há bocado.

 

O que me leva a uma perguntinha: porque razão me sinto tão cansada quando, no trabalho adio tudo até poder, e em casa canso-me só de olhar?

Da amizade, do perdão e do orgulho

De vez em quando a vida gosta de nos aparecer à frente e sem esperarmos, e obriga-nos a dar de caras com as novas convicções. Nessas alturas é que sabemos se aquilo em que acreditamos é aquilo que praticamos quando temos oportunidade, ou se, pelo contrário, na realidade agimos de forma inversa ao que foi apregoado. Ontem foi um dia destes.

 

Depois de cerca de 2 anos sem nos falarmos, encontrei uma amiga com quem fiquei muito magoada durante um período complicado em alturas difíceis na vida (profissional) de ambas. O que aconteceu na altura não é relevante para este texto, na medida em que, frente a frente e cara a cara, não fui capaz de me manter zangada, não consegui evitar sorrir, porque não se evita gostar de (re)ver alguém. Muito menos quando não temos tempo para pensar, e apenas sentimos.

 

Sim, estive e talvez ainda esteja sentida com ela. Continuo a achar que agiu mal comigo mas também sei que já a "castiguei" (atenção às aspas) tempo suficiente porque não lhe atendi o telefone, não respondi a mails nem sms. E gostei que ela viesse ter comigo em vez de fingir que não me tinha visto por ser mais fácil para ambas, sujeita a uma resposta menos agradável da minha parte.

 

Provavelmente por ser Natal, provavelmente por ser uma sentimentalona de primeira-apanha, é-me mais fácil perdoar quem tem coragem para perceber que errou e pedir desculpa do que quem se empoleira em cima da sua razão, porque a sua razão é sempre superior à dos outros.

Tal como as dores, ninguém sofre mais do que nós, nós é que sabemos.

Desafio BM dia 21 #

Hoje é só para reportar o dia de ontem, porque a neura é maior do que eu. Se me picarem muito, sou menina para mandar umas biqueiradas em alguem, começando pelo Bolacho!...  Cadê o "espirito natalicio"?!...Hum?... Anda em falta lá em casa. Andamos todos cansados, só pode.

 

Bom, há sempre o lado positivo da coisa: quando estou de neura, não tenho apetite, logo, o dia correu muito bem.

Compras: continuamos "em altas", o que significa: entro numa loja, compro um presente de natal, e saio sem sequer olhar para roupa gira que me sirva. {#emotions_dlg.smile}

 

Já tenho todos os presentes de Natal comprados e arrumados debaixo da árvore de Natal. Facilitou o facto de aderirmos há já alguns anos, ao "Amigo Secreto" e portanto reduzimos drásticamente o stress e dinheiro das compras, pois o numero de "presenteados" diminuiu.

 

E já é Natal. Iei.

O lixo das épocas festivas

Vou trabalhar que nem uma louca durante o tempo que me resta por hoje porque até agora estive a ouvir o quanto um homem (não devia aplicar aqui esta palavra mas enfim...) consegue meter nojo. E ser doentio.

A única coisa que não gosto no Natal é ver como certos homens desaparecem nestas alturas... Todos eles são dúvidas existenciais, calúnias, mensagens anónimas que recebem a denunciar qualquer tragédia grega, um circo, portanto. E depois existem as palhaças.

E é só isto.

Desafio BM dia 20 #

Mais um dia sem compras (comprei um par de collants quentinhos, mas não conta porque todos os que tinha em casa estavam com malhas puxadas e foram direitinhos ao lixo)

 

E apesar de jantar fora de casa (o irmão do Bolacho, meu cunhado portanto {#emotions_dlg.smile}) quando quer (a maior parte dos dias não quer) faz umas massas de se comer e chorar por mais. Mas dizia eu, que apesar dos pesares, portei-me bem, vá lá, mais ou menos: "estraguei-me" com uma fatia generosa de bolo-rei {#emotions_dlg.drool}

 

P.S. Mas aqui a Bolacha hoje sente-se a "Rainha da Cocada": mal respiro, mas o vestidinho de 2009 (quando ainda não tinha atingido o nível "lontra") coube-me! Iei!! {#emotions_dlg.sarcastic}